Especialidades

 
 
 
 
 
 

 

Psiquiatria

 
A Psiquiatria é uma especialidade médica que lida com o diagnóstico, tratamento e reabilitação das diferentes formas de perturbações mentais, sejam elas de natureza orgânica ou funcional, com manifestações psicológicas e comportamentais. São alguns exemplos: a depressão, a doença bipolar, a esquizofrenia, as toxicodependências, a demência e as perturbações ansiosas. Os médicos especializados em psiquiatria são designados por psiquiatras.

Para uma proposta terapêutica adequada é necessária uma avaliação completa do problema clínico apresentado, numa perspectiva biológica, psicológica e sociocultural. A avaliação psiquiátrica envolve o exame do estado mental e a história clínica. Testes psicológicos, neurológicos, neuropsicológicos e exames de imagem podem ser utilizados como auxiliares na avaliação, assim como exames físicos e laboratoriais.

Uma doença ou problema psicopatológico pode ser tratado de várias formas, normalmente em conjunto: medicamentos (psicofármacos), psicoterapia, métodos físicos, etc.
 
 
 
 
 
 
 

 

Psicoterapia

 
A psicoterapia, do grego psykhé (mente) e therapeuein (curar), de que existem vários modelos teóricos, com métodos, técnicas e intervenções diferentes, faz parte do arsenal terapêutico do psiquiatra, embora seja habitualmente praticada por outros profissionais de saúde mental: os psicólogos clínicos.

A finalidade da intervenção psicoterapêutica pode ser bastante diversa, desde avaliar os motivos da consulta, que variam desde pequenas dificuldades do dia-a-dia até grandes problemas psicopatológicos.

Avaliar e melhorar o desenvolvimento dos padrões de funcionamento psicológico do indivíduo e dos seus sistemas psíquicos (saúde orgânica, saúde mental, familiar, social, sexual, intelectual e profissional) e em última análise, restabelecer ou melhorar a qualidade de vida global do paciente.
 
 
 
 
 
 
 
 

 
Muitas vezes uma abordagem terapêutica de um dado problema clínico exige o trabalho em equipa de vários técnicos da área da saúde mental. Os serviços psiquiátricos podem fornecer atendimento em consulta externa ou em internamento. Em casos de sofrimento grave do paciente e risco para si e para os outros que o cercam, a indicação de internamento pode ocorrer de forma involuntária e compulsiva ao abrigo da lei de saúde mental. Leia mais